Educação Especial

Graduação EAD

Apresentação

A educação inclusiva pode ser entendida como uma concepção de ensino contemporânea que tem como objetivo garantir o direito de todos à educação. Ela pressupõe a igualdade de oportunidades e a valorização das diferenças humanas, contemplando, assim, as diversidades étnicas, sociais, culturais, intelectuais, físicas, sensoriais e de gênero dos seres humanos.

Implica a transformação da cultura, das práticas e das políticas vigentes na escola e nos sistemas de ensino, de modo a garantir o acesso, a participação e a aprendizagem de todos, sem exceção.

Os olhos da educação mundial estão voltados para a inclusão, não é mais permitido que um professor entre em sala de aula sem saber que todas as atividades educacionais devem ser inclusivas. Tendo isso como premissa, a Faculdade Censupeg confeccionou esse curso que tem o DNA da Faculdade, que é referência nacional e internacional em Neuropsicopedagogia e educação especial e inclusiva!

Os cursos de licenciatura da Faculdade Censupeg são alinhados com novos letramentos, com currículo atualizado com a BNCC e matrizes curriculares interdisciplinares com aprendizagem baseada em projetos e neurociências.

Grau Acadêmico:
Licenciatura.

Mercado de Trabalho:
Docência, Ensino, Pesquisa, Apoio Pedagógico Especializado, Projetos Educacionais Não Escolares em  Hospitais e Empresas e Gestão escolar.



Disciplinas

  • Comunicação, expressão e diversidade linguística; Comunicação nas Organizações; Fundamentos da comunicação Interpessoal; Instrumentos de comunicação; Eficácia na Comunicação Oral e Escrita; Comunicação e Liderança; Elementos da Comunicação e Funções da Linguagem; A Coesão Textual: Mecanismos de Referenciação; Argumentação Baseada em Falácias; Argumentação Baseada em Provas e Raciocínio Lógico; Estratégias de Leitura – Texto, Contexto e Intertextualidade; Gêneros Discursivos Acadêmicos e Científicos.
  • Ética; Papel do professor; Educação como processo humano; Ética profissional; Ética no mundo digital; Escola; A Função Social do Ensino; A escola como promotora da educação para e na cidadania; As relações entre professor/aluno no processo de ensino e aprendizagem; Aprendizagem e Conhecimento; A formação dos profissionais da Educação; Aprendizagens colaborativa e cooperativa.
  • Responsabilidade Social; Responsabilidade Socioambiental; O Problema Ambiental e as Atividades humanas; Saúde e meio ambiente; Sustentabilidade e Desenvolvimento; Ética e o meio ambiente; Tecnologias para o desenvolvimento sustentável; As sociedades reveladas: novo pensar sobre as relações sociais; Direitos humanos. Identidade e Alteridade; Etnia e raça; Estudos culturais;
  • Ciência e conhecimento científico; Leitura, análise e interpretação de textos;Métodos científicos; Ciência e conhecimento científico; Teoria e fatos; Gêneros discursivos acadêmicos e científicos; Revisão da Literatura; Técnicas de pesquisa; Ética na Pesquisa; Planejamento, Pesquisa e Projeto de Pesquisa; Métodos: indutivo, dedutivo e dialético; Monografia; Métodos: qualitativos, quantitativos e mistos; Norma da ABNT; Análise de dados e métodos de coleta; Elaboração de Apresentações.
  • Por que uma disciplina de Projeto? Como acontece a disciplina de Projeto? Linha do tempo; Identidade pessoas e social; Memórias; Perscpectivas pessoais e profissionais; Convivência Social.Engajar-se, profissionalmente, com as famílias e com a comunidade.Conhecer os contextos de vida dos estudantes, reconhecer suas identidades e elaborar estratégias para contextualizar o processo de aprendizagem. Articular estratégias e conhecimentos que permitam aos estudantes desenvolver as competências necessárias, bem como favoreçam o desenvolvimento de habilidades de níveis cognitivos superiores.
  • Por que uma disciplina de Projeto? Como acontece a disciplina de Projeto? Linha do tempo; Identidade pessoas e social; Memórias; Perscpectivas pessoais e profissionais; Convivência Social.Engajar-se, profissionalmente, com as famílias e com a comunidade.Conhecer os contextos de vida dos estudantes, reconhecer suas identidades e elaborar estratégias para contextualizar o processo de aprendizagem. Articular estratégias e conhecimentos que permitam aos estudantes desenvolver as competências necessárias, bem como favoreçam o desenvolvimento de habilidades de níveis cognitivos superiores.
  • Questões de gênero. Identidades de Gênero. Gênero. Sexo e sexualidade. Os conceitos históricos da família. O corpo e as formas de subjetivação. Minorias Sociais. Políticas públicas voltadas às mulheres. Promoção da igualdade de gênero e de orientação sexual. O processo histórico da constituição dos direitos humanos. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Direitos humanos. Identidade e Alteridade. Direitos humanos e trabalho
  • O nascimento da Filosofia e a Educação grega; Noção de filosofia da educação: mito da caverna; A Educação em Roma; A filosofia, a formação do educador e as práticas educativas; As exigências da reflexão filosófica; A Educação na Idade Moderna; Modelo escolar no período colonial nos séculos XVI-XVIII; Transformações educacionais: contexto de uma nova escola (1970 - 1980);Contribuições do Pensamento Pedagógico Crítico e Progressista; Educação contemporânea e o paradigma educacional emergente; Paulo Freire e a Leitura do Mundo.
  • "1. Introdução ao Peer Instruction e Elaboração de teste conceitual 2. Sala de aula Invertida x Sala de aula tradicional 3. Brainwriting / Brainstorming 4. Aprendizagem Baseada em projetos e em problemas 5. Rotação por estações e dramatização 6. Think Pair Share ( TPS ) 7. Storyboarding / Storytelling 8. Blended Learning – educação Hibrida e sala de aula invertida 9. Ação em Aulas expositivas 10. One Minute Thesis 11. GV - GO 12. Design Thinking "
  • "1. Escolas Psicológicas e os processos de aprendizagem. 2. Aprendizagem 3. Funções Psicológicas Básicas: Sensação e Percepção. 4. Funções Psicológicas Básicas: Memória e Cognição. 5. Aprendizagem, memória, linguagem e fala. 6. A importância do vínculo no desenvolvimento da criança 7. Gravidez e vida intra-uterina: a formação do bebê e o conceito de infância. 8. Desenvolvimento bio-psico-social e cognitivo na 1ª infância (0-2 anos) 9. Desenvolvimento bio-psico-social e cognitivo na 2ª infância (3-6 anos) 10. Desenvolvimento bio-psico-social e cognitivo na 3ª infância (7-11 anos) 11. Desenvolvimento da criança na escola: aspectos físicos, emocionais e cognitivos. 12. Amadurecimento da infância: início da adolescência "
  • Conhecer os documentos norteadores da estrutura e organização da escola: Plano de desenvolvimento da Escola (PDE), Regimento Escolar, Projeto Político Pedagógico/ Proposta Pedagógica e os espaços escolares com seus profissionais e respectivas funções. Planejamento no cotidiano da gestão escolar. Os recursos usados para gerir e planejar o desempenho do ambiente escolar.
  • Iniciação Científica. Projetos de Pesquisa. A pesquisa na vida acadêmica e na profissão. Conhecendo as práticas de: Apresentação de trabalhos em congressos, seminários e encontros de Iniciação Científica; Participação na organização e execução de eventos acadêmicos; Participação em grupos de estudos sob a coordenação do tutor do pólo.
  • "Língua Brasileira de Sinais: uma conquista histórica. Aquisição e Desenvolvimento da Linguagem para crianças surdas História de Educação de Surdos. Surdez: conceitos, causas e políticas de prevenção. LIBRAS Comunidade, Cultura e identidade surda. Propostas educacionais e sociais direcionadas à pessoa surda. "
  • " Introdução ao estudo das políticas públicas em educação;  No Brasil: o percurso legal das políticas educacionais;  Políticas públicas na educação;  Organizações políticas na educação brasileira;  Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira: aspectos históricos;  Gestão dos processos educacionais;  A Educação na atualidade, desafios e possibilidades;  Novas Exigências Educacionais e Profissão Docente;  Princípios da gestão educacional;  Pesquisando Política Educacional: o ciclo de políticas;  Políticas Públicas para a Educação Infantil;  A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. "
  • O contexto sociocultural e seus impactos na formação do profissional e na sua carreira pedagógica, colabora para a diversificação dos temas de inclusão na sala de aula. Os processos de implementação da proposta de educação inclusiva no sistema escolar, a dinâmica da inclusão no cotidiano; princípios norteadores da educação inclusiva e adaptações curriculares; Diversidade em sala de aula como fator preponderante para a efetivação da educação inclusiva.
  • Por que uma disciplina de Projeto? Como acontece a disciplina de Projeto? Linha do tempo; Identidade pessoas e social; Memórias; Perscpectivas pessoais e profissionais; Convivência Social.Engajar-se, profissionalmente, com as famílias e com a comunidade.Conhecer os contextos de vida dos estudantes, reconhecer suas identidades e elaborar estratégias para contextualizar o processo de aprendizagem. Articular estratégias e conhecimentos que permitam aos estudantes desenvolver as competências necessárias, bem como favoreçam o desenvolvimento de habilidades de níveis cognitivos superiores.
  • " - Conhecer a didática da perspectiva educacional a partir do conceito da pedagogia de projetos e suas relações com o currículo escolar, e as possibilidades de transdisciplinaridade a partir da integração entre as tecnologias educacionais e a metodologia de trilhas . Pedagogia de Projetos; o projeto político pedagógico da escola; projetos de trabalho: uma abordagem da complexidade do conhecimento escolar; a avaliação em projetos de trabalho; os tipos de currículo e o currículo em ação e na perspectiva de integração no ambiente institucional escolar; perspectivas pedagógicas e sua relação com as tics; a transdisciplinaridade e a organização do currículo; os processos de aprendizagem e as trilhas de aprendizagem como organização curricular. "
  • "Identidade e Atendimento: Diferença entre Deficiência e Incapacidade -Deficiência Intelectual -O Plano de Atendimento Educacional Especializado e os desafios para a compreensão e inclusão do aluno com deficiência, no currículo geral -Necessidades Educacionais de Alunos com Deficiência -A importância da avaliação pedagógica diagnóstica em salas de Recursos -Tecnologia e Educação Inclusiva -Alunos com necessidades educacionais especiais: deficiência intelectual -Alunos com Necessidades Educacionais Especiais: os distúrbios de aprendizagem associados à linguagem e à comunicação -O Planejamento e a Relação Familiar para o Sucesso do Atendimento na Sala de Recursos -Procedimentos pedagógicos e adaptação às necessidades especiais -Aspectos gerais da deficiência intelectual -Atendimento educacional especializado: discutindo legislações "
  • " Reconhecer o conceito de altas habilidades/superdotação e desafios no cotidiano desses alunos no campo da educação inclusiva alinhando a legislação vigente que contempla a inclusão no contexto escolar e o trabalho do AEE com estes sujeitos. - Altas habilidades/superdotação: conceito; - Quem são os sujeitos com altas habilidades/superdotação; - Alunos com altas habilidades/superdotação e a inclusão na escola regular; - Atendimento Educacional Especializado e alunos com altas habilidades/superdotação; - Altas habilidades/superdotação e a legislação; - Processos de ensino e aprendizagem de alunos com altas habilidades/superdotação; - O ensino das artes para sujeitos com altas habilidades/superdotação; - Altas habilidades/superdotação e o uso de tecnologias digitais no contexto escolar; "
  • Iniciação Científica. Projetos de Pesquisa. A pesquisa na vida acadêmica e na profissão. Conhecendo as práticas de: Apresentação de trabalhos em congressos, seminários e encontros de Iniciação Científica; Participação na organização e execução de eventos acadêmicos; Participação em grupos de estudos sob a coordenação do tutor do pólo.
  • "Deficiência Auditiva Anatomia do Aparelho Auditivo Audição e Equilíbrio Aspectos Gerais da Deficiência Auditiva. Marcações da Identidade e da Diferença no Espaço Escolar Políticas de Inclusão versus Educação Bilíngue Escrita de Sinais Literatura Surda Práticas de Libras Produção e Tradução de Materiais Didáticos para o Ensino de Surdos Estágio de Interlíngua na Aprendizagem de Libras Noções de Léxico, de Morfologia e de Sintaxe com Apoio de Recursos Audiovisuais "
  • "Contexto histórico e social das deficiências. Da exclusão à inclusão: aspectos históricos. O Direito à inclusão. A positivação dos Direitos Humanos na Constituição Federal de 1988. A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. A Legislação Educacional Contemporânea: a constituição e a educação como direito. Política pública de inclusão. Diretrizes para a Educação Inclusiva no Brasil. Leis de amparo à pessoa com deficiência. Lei Nº 10.098 – Acessibilidade (2000). Atendimento Educacional Especializado: Discutindo Legislações. Tecnologia e Educação Inclusiva. "
  • As TICs na escola. Os recursos tecnológicos mediadores da aprendizagem. Os processos de comunicação e suas ferramentas tecnológicas. O uso didático das TICs. Evolução das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs); As modificações provocadas pelo avanço da tecnologia; os recursos digitais como parte integrante de sua prática pedagógica; as ferramentas tecnológicas que são utilizadas pelo professor na sala de aula.
  • Por que uma disciplina de Projeto? Como acontece a disciplina de Projeto? Linha do tempo; Identidade pessoas e social; Memórias; Perscpectivas pessoais e profissionais; Convivência Social.Engajar-se, profissionalmente, com as famílias e com a comunidade.Conhecer os contextos de vida dos estudantes, reconhecer suas identidades e elaborar estratégias para contextualizar o processo de aprendizagem. Articular estratégias e conhecimentos que permitam aos estudantes desenvolver as competências necessárias, bem como favoreçam o desenvolvimento de habilidades de níveis cognitivos superiores.
  • Iniciação Científica. Projetos de Pesquisa. A pesquisa na vida acadêmica e na profissão. Conhecendo as práticas de: Apresentação de trabalhos em congressos, seminários e encontros de Iniciação Científica; Participação na organização e execução de eventos acadêmicos; Participação em grupos de estudos sob a coordenação do tutor do pólo.
  • "1. Aspectos Gerais da Deficiência Física 2. Deficiência Motora 3. Alunos com Necessidades Educacionais Especiais: Deficiência Múltiplas – DMU 4. Fatores que interferem no crescimento, desenvolvimento motor e envelhecimento em pessoas com deficiências 5. Identidade e Atendimento: Diferença entre Deficiência e Incapacidade 6. Educação Motora e Cognitiva a inclusão da criança com deficiência na Educação Infantil 7. Brincadeira, jogos, esportes para a pessoa com deficiência física 8. Comunicação Alternativa 9. Lei n 10.098- Acessibilidade (2000) 10. Tecnologia e Educação Inclusiva 11. A tecnologia assistiva e suas possibilidades, tipos, recursos e contexto escolar 12. O Plano de Atendimento Educacional especializado e os desafios para a compreensão e inclusão do aluno com deficiência no currículo geral Assim como a organização e promoção de ações e projetos voltados a inclusão e a promoção da acessibilidade junto as pessoas com deficiência física, motora e múltiplas. 1. Aspectos Gerais da Deficiência Física 2. Deficiência Moto
  • "1. Conhecendo a Deficiência Visual 2. Educação de cegos no Brasil: breve histórico 3. Braille 4. Soroban 5. Audiodescrição 6. Autonomia do Deficiente Visual 1: Orientação e mobilidade 7. Autonomia do Deficiente Visual 2: Espaços Acessíveis 8. Autonomia do Deficiente Visual 3: Recursos Tecnológicos 9. Estimulação Precoce 10. Neuroplasticidade 11. Avaliação cognitiva 12. Escola Inclusiva "
  • Aponta meios de conclusão do planejamento para a criação de um Projeto Educacional. Formas de ser trabalhado e direcionado o projeto educacional. Os modelos de projetos de acordo com cada modalidade da educação e as demandas sociais para o processo formal de educação.
  • " Surdocegueira: História, definição e tipos de surdocegueira; - Comunicação: tipos de comunicação com o surdocego, métodos alfabéticos e não alfabéticos; - Surdocego Congênito: características, etiologia. Abordagem de Van Dijk; - Surdocego adquirido: características, síndromes, Síndrome de Usher; - Atendimento Educacional Especializado surdocegueira e escola comum regular (papel do professor na prática pedagógica inclusiva, recursos para a aprendizagem do surdocego); - Guia Intérprete, instrutores mediadores e monitores. - Deficiência Múltipla – definição. História e características; - O bebê e a deficiência Múltipla (Aspectos de desenvolvimento, abordagem educacional – programas de estimulação, Trabalho interdisciplinar); - A escola e o deficiente múltiplo (avaliação, currículo, trabalho colaborativo e flexibilização curricular); - Comunicação Alternativa e Tecnologia Assistiva; - Atendimento Educacional Especializado e o estudante com deficiência múltipla; - Currículo Funcional Ecológico (Funcionalidade, interação,
  • "1. Estímulos cerebrais: potencializando as aprendizagens 2. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde da OMS - CIF 3. Atendimento Educacional Especializado (AEE) para a Deficiência Física 4. Tecnologia Assistiva - conceitos 5. Tecnologias Assistivas: Avaliação, Implementação e Modalidades 6. Ajudas Técnicas de baixo custo para as Atividades da Vida diária (AVDs) e Contexto Escolar. 7. Tecnologias Assistivas: Recursos para leitura e escrita 8. Comunicação Aumentativa e Alternativa - CAA 9. Sistemas de Comunicação Alternativa – SCAA 10. Comunicação Suplementar Alternativa – CSA 11. Deficiência Intelectual e Deficiência Motora: Alfabetizar é possível 12. Tecnologias Assistivas e a Adequação Postural "
  • Iniciação Científica. Projetos de Pesquisa. A pesquisa na vida acadêmica e na profissão. Conhecendo as práticas de: Apresentação de trabalhos em congressos, seminários e encontros de Iniciação Científica; Participação na organização e execução de eventos acadêmicos; Participação em grupos de estudos sob a coordenação do tutor do pólo.
  • Conhecimento, proposição e problematização de práticas relativas ao profissional do docente de licenciatura no processo de aprendizagem no cotidiano dos espaços de ensino conforme a demanda da região em diferetne níveis de ensino. Intervenção Supervisionada e/ou Orientada. Relatório.
  • A Legislação que organiza o Atendimento Educacional Especializado - AEE. As atribuições do profissional do Atendimento Educacional Especializado AEE. A rotina do Atendimento Educacional Especializado – AEE.
  • ": Estrutura do Plano de Desenvolvimento Individualizado - PDI para alunos com Deficiências, espectro do autismo, Altas Habilidades/ superdotação. O profissional do Atendimento Educacional Especializado – AEE e a mediação na construção de um PDI flexível e inclusivo. A organização do PDI com a equipe multidisciplinar e a família "
  • Disponibilizar subsídios teóricos, visando potencializar a atuação dos professores, na construção de práticas pedagógicas, para o desenvolvimento da aprendizagem do sujeito com Transtorno do Espectro Autista.
  • " Educação de jovens e adultos; Um novo paradigma de aprendizagem de jovens e adultos; Orientações curriculares para andragogia; Paulo Freire e a Leitura do Mundo; O Conteúdo Relevante para o Aluno da EJA: A Desigualdade Social e suas Influências no Contexto Educacional; O ensino para jovens e adultos através das modalidades de educação a distância e semipresencial; Gestão, produção do conhecimento e o letramento; Orientações curriculares para EJA; A educação de jovens e adultos e o mundo do trabalho; A prática docente na EJA: a produção do saber escolar e a cidadania. "
  • Como o cérebro aprende, armazena informações, métodos pedagógicos e o uso correto de recursos de ensino. O professor como motivador e incentivador da aprendizagem. Planejamento de ensino. Importância dos objetivos de ensino e tipos de objetivos. Seleção e organização de conteúdos.
  • Conhecimento, proposição e problematização de práticas relativas ao profissional do docente de licenciatura no processo de aprendizagem no cotidiano dos espaços de ensino conforme a demanda da região em diferetne níveis de ensino. Intervenção Supervisionada e/ou Orientada. Relatório.
  • Conhecimento, proposição e problematização de práticas relativas ao profissional do docente de licenciatura no processo de aprendizagem no cotidiano dos espaços de ensino conforme a demanda da região em diferetne níveis de ensino. Intervenção Supervisionada e/ou Orientada. Relatório.
  • Conhecimento, proposição e problematização de práticas relativas ao profissional do docente de licenciatura no processo de aprendizagem no cotidiano dos espaços de ensino conforme a demanda da região em diferetne níveis de ensino. Intervenção Supervisionada e/ou Orientada. Relatório.
  • A investigação científica como um processo da construção do conhecimento e sua operacionalização na área da Educação. Estudo investigativo: procedimentos técnicos e ético-legais inerentes ao desenvolvimento da pesquisa e preparo para apresentação, avaliação e divulgação do estudo.

Diferenciais

  • Seja aluno do curso de Educação Especial CENSUPEG e conheça tudo o que há de mais moderno em Educação.

  • Aprenda sobre Neurociências, Metodologias Ativas, Educação 5.0 e Gamificação na Educação.

  • Inicie sua Faculdade com parcelas de R$ 99,00.

  • Seja formado pela CENSUPEG, a maior e melhor Instituição na área da Neuropsicopedagogia no Brasil

  • Gerencie o seu tempo e ganhe flexibilidade de estudos.

  • Seu certificado é emitido pela Faculdade que é nota MÁXIMA (5) no MEC.

  • Faça parte da nova era da Educação e descubra as melhores estratégias de aprendizagem para a nova geração.

  • Sempre um Professor Referência Junto de Você, aqui você nunca está sozinho

  • A única com um Gestor de Sucesso Acadêmico (GSA) para lhe orientar e acompanhar durante todo o curso

  • Em toda Aula você terá o “Na Prática”, associado diretamente à sua futura atuação profissional

  • Só Aqui você terá os PIPAs – PROJETOS INOVADORES PROFISSIONAIS DE APRENDIZAGEM, nos quais você aprende a trabalhar por Projetos e desenvolver competências que o mercado de trabalho exige para o futuro, indicado pelo Fórum Econômico Mundial

  • No Programa CONECTATIVOS você terá acesso a palestrantes de grande referência e receberá certificados para compor seu currículo


Coordenadora Técnica


Profa. MSc Lidiane Soares

Mestre em Educação pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2008), Especialista em Interdisciplinaridade na Formação de Professores e Especialistas da Educação pela Universidade da Região de Joinville (2002), Graduada em PEDAGOGIA pelo Centro Universitário de Jaraguá do Sul (2000). Atuou como Coordenadora Pedagógica - SENAI - JARAGUÁ DO SUL/SC; Orientadora Educacional da Escola Municipal Joaquim Félix, Tutora e Orientadora de Artigos Científicos na Pós Graduação, UNISOCIESC e Bolsista do IFSC, como Orientadora de TCCs. Foi Tutora Externa no Centro Universitário Leonardo da Vinci e Coordenadora do Ensino Fundamental no Colégio Exathum. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação.