Educação Musical

Pós-Graduação Presencial

Apresentação

O curso de Pós-Graduação em Educação Musical tem como objetivo instrumentalizar os profissionais de diferentes áreas para o trabalho docente na área de educação musical, em diferentes práticas de iniciação musical:

Objetivos:
Formar e contextualizar o educador musical, preparando-o para o diagnóstico das necessidades em diferentes ambientes;
* Promover o aprimoramento do conhecimento da área, tornando-os aptos a atuarem nos contextos culturais e na comunidade.

Público-Alvo:
Profissionais da área de Educação, Artes e Música.

Formato do Curso:
As Aulas acontecem aos sábados e domingos, uma vez ao mês, das 8 às 18h. 



Disciplinas

  • Apresentar os períodos da história da música destacando suas principais características, exemplificando com sugestões práticas para sala de aula.
  • Conhecer historicamente a Educação Musical no Brasil, bem como referências de educadores musicais brasileiros na atualidade, explorando suas práticas musicais. Destacar as leis das políticas públicas, de como vem sendo feita a inserção dos conteúdos musicais na escola e explorar referenciais teóricos.
  • Levantar questionamentos, muito mais do que encontrar um consenso, sobre o que seja a cultura musical brasileira e suas várias vertentes: cultura de massa, cultura erudita, cultura espontânea e cultura popular; música popular, música erudita e música folclórica, numa perspectiva histórica e em consonância com a prática musical.
  • Conceituar musicalização e seus objetivos na educação infantil e em escolas de música. Ampliar o repertório musical e possibilitar atividades práticas de apreciação, composição e execução musical.
  • vivenciar a técnica de regência e do canto coral, explorando repertório adequado para cada faixa etária e possibilitando diversas técnicas de ensaio,formação de coral na escola e orientação para montagem de apresentações e espetáculos.
  • A importância da sonoridade na performance coral, bem como sua adequação aos diversos estilos de música coral através de um trabalho de exploração e variação de aspectos estilísticos. Propõem-se caminhos para o trabalho com os vários aspectos técnicos da sonoridade de um coro: produção vocal, dicção, registração vocal, timbre, vibrato, homogeneidade, equilíbrio, afinação e precisão rítmica.
  • Explorar repertório de apreciação musical possibilitando a familiarização dos elementos básicos da linguagem musical através da audição num processo evolutivo.
  • Explorar a leitura e escrita musical desde a representação da grafia simbólica até a grafia tradicional por meio de atividades práticas.
  • Apresentar as diferentes formações instrumentais utilizadas na música erudita e popular. Num segundo momento, apresentar a proposta pedagógica do conjunto instrumental Orff com sugestões práticas.
  • Salientar a importância da utilização do corpo e suas inúmeras possibilidades expressivas e sonoras, exemplificando por meio de sugestões e atividades práticas.
  • Na primeira parte são apresentadas algumas formas de registro musical (escritas), culminando na notação moderna tradicional. Tal notação será tratada a partir da relação prática entre escrita e execução. Na segunda parte, são apresentados princípios para o desenvolvimento da percepção auditiva a partir das perspectivas da apreciação musical, análise auditiva e representação gráfica dos processos de compreensão das estruturas musicais. Além da dimensão técnica da audição, também serão tratados aspectos culturais envolvidos na escuta.
  • Fisiologia da voz. Estudo dos diversos componentes da respiração e do apoio diafragmático. O aparelho fonador. Articulação e ressonância. Aplicação dos elementos da fisiologia da voz em exercícios práticos e no repertório vocal. Cuidados com a saúde vocal.
  • Desenvolvimento de projetos educacionais interdisciplinares fundamentados na teoria da aprendizagem significativa e no aprendizado baseado em problemas com articulação de aspectos conceituais e abordagem teórica e/ou experimental, direcionados ao nível fundamental e médio, que deverão ser aplicados em sala de aula. Interdisciplinaridade e práticas escolares. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. Temas transversais em educação.
  • Estudo da formação do professor universitário: o contexto histórico e perspectivas. Análise das concepções de ensinar, de aprender e de avaliar. Caracterização da aula no ensino superior, e o planejamento, a organização e a avaliação na educação superior.
  • Vocação e Escolha Profissional. Identidade Profissional. Reconhecimento da prática profissional como desafio para o crescimento pessoal. As emoções e sentimentos no contexto da prática profissional. Consciência e Conhecimento. Aprendizagem como desafio constante. As novas demandas do contexto educacional.
  • Ciência e produção do conhecimento. Conceitos e concepções de pesquisa. A pesquisa como princípio científico. Pesquisa: abordagem quantitativa e qualitativa. Método e metodologia. Métodos de pesquisa. Projeto de pesquisa. Produção de texto científico.
  • O lugar do Sujeito que pesquisa. O planejamento e a reflexão do que sabemos e não sabemos. As tendências educacionais. A avaliação. O que é? Diretrizes contemporâneas. O olhar do professor sobre o processo de aprendizagem. A estrutura de um trabalho de graduação interdisciplinar, artigos científicos e relatórios.

(*) Estas disciplinas serão desenvolvidas por situações de CDE – Centro Digital de Estudos

Diferenciais

  • Aulas presenciais com as maiores referências na área.

  • Seu certificado emitido pela Faculdade que é nota MÁXIMA (5) no MEC.

  • Corpo docente de diferentes regiões do Brasil composto por mestres e doutores em sua maioria.

  • Curso com a qualidade CENSUPEG, instituição reconhecida por ter uma das maiores e melhores estruturas de pós-graduação na modalidade presencial do Brasil.